O que é Gorduras Trans? Existe Gordura Trans Boa?

As gorduras trans artificiais estão entre os piores venenos na nossa cadeia alimentar; mas o que a maioria das pessoas não sabe é que também existem as gorduras trans naturais saudáveis. Hoje eu vou falar sobre algo que a maioria de vocês provavelmente nunca ouviu falar, que há uma distinção entre gorduras trans boas e más.

 

Existem evidências de que as boas gorduras trans podem ajudá-lo com a perda de gordura, a construção muscular, e até mesmo a prevenção do câncer, enquanto as gorduras trans ruins podem causar doenças cardíacas, câncer, diabetes, e geralmente acabam com o seu corpo.

Eu tenho certeza de que a maioria de vocês já ouviu falar, por conta de todo o tumulto nas notícias dos últimos anos, do quão ruim as gorduras trans artificiais são para sua saúde. Se você lê meus boletins e já leu meu livro A verdade sobre a Barriga Perfeita, então você, definitivamente, sabe a minha opinião sobre essas substâncias. Elas são os aditivos alimentares mais malignos que existem e são encontradas na grande maioria das comidas processadas e nas frituras.

Na minha opinião, as gorduras trans artificiais estão no mesmo nível do fumo em termos de grau de perigo para a sua saúde. Afinal, elas são um dos principais fatores para a explosão de doenças cardíacas desde os anos 50.

Com toda a conversa sobre as gorduras trans no noticiário atualmente, eu queria esclarecer algumas coisas sobre as gorduras trans ruins e as gorduras trans boas. Se você nunca ouviu falar de boas gorduras trans antes, deixe-me explicar um pouco.

As Gorduras Trans Ruins

Em primeiro lugar, as gorduras trans ruins a que me refiro são o tipo feito pelo homem. Estas são representadas por todos os óleos hidrogenados artificialmente. Os principais são a margarina, óleos pouco ou parcialmente hidrogenados, que estão na maioria dos alimentos processados, nos lanches de fast food e nos alimentos fritos.

Estes óleos hidrogenados são altamente processados usando solventes químicos agressivos como o hexano (um componente da gasolina), altas temperaturas, alta pressão, adição de metal catalisador, descolorantes e agentes branqueadores.

Por lei, é permitido permanecer uma pequena porcentagem de solvente no óleo no final do processo. Ou seja, este tornou-se mais um óleo industrial do que um óleo alimentar, mas de alguma forma a FDA (Food and Drug Administration, em português, administração de medicamentos e comidas, que é a agência governamental que lida com o controle das indústrias alimentícias e de medicamentos nos Estados Unidos) ainda permite que os fabricantes de alimentos coloquem essas porcarias na nossa alimentação e em quantidades enormes, mesmo com os perigos para a saúde já bem documentados.

Estes óleos hidrogenados causam inflamações no interior do seu corpo, que resultam na deposição de colesterol nas paredes das artérias. Assim, óleo hidrogenado = inflamação = artérias entupidas. Você pode ver a partir daí porque a doença cardíaca explodiu desde que essa porcaria começou a ser adicionada em nossa alimentação nas últimas 5 ou 6 décadas.

Conforme o tempo passa, e a ciência continua a revelar o quão mortais estes óleos realmente são, eu sinto que, eles serão considerados ilegais e seu uso se tornará proibido. As leis de rotulagem foram apenas o primeiro passo. De fato, alguns países ao redor do mundo já proibiram o uso de óleos hidrogenados na fabricação de alimentos ou, pelo menos, definiram as datas para eliminá-los.

No entanto, tenha em mente que as empresas estão começando a eliminar gradualmente a utilização de óleos hidrogenados em alimentos processados e estão substituindo-os, na maioria dos casos, por óleos poliinsaturados altamente refinados, como óleo de soja, óleo de algodão, óleo de milho, etc.. Estes ainda são altamente processados usando alta temperatura, solventes, desodorizantes e agentes clareadores. Mesmo óleos refinados são conhecidos por produzir inflamação em seu corpo e passam muito longe das fontes naturais de gorduras saudáveis.

Não se deixe enganar por alimentos que alegam ser “livres de gordura trans” se eles usam óleos altamente refinados (mesmo que não-hidrogenados), ainda assim é ruim para o seu corpo, e muito inflamatório. Mais uma vez, para os melhores resultados, o melhor é evitar completamente alimentos altamente processados e escolher alimentos integrais, naturais, minimamente processados. Seu corpo vai agradecer!

A Gordura Trans Boa e Saudável

Ok, depois de ter falado das horríveis gorduras trans artificiais, deixe-me esclarecer que não existe problema algum com as gorduras trans naturais e saudáveis. Elas são criadas nos estômagos de animais ruminantes, como bovinos, ovinos e caprinos, e ficam armazenadas nas reservas de gordura desses animais.

Portanto, a gordura do leite e da carne desses animais pode fornecer gorduras trans naturais saudáveis (são mais benéficas em versões orgânicas de animais alimentados somente com pasto).

A gordura trans natural em sua dieta é benéfica e com potencial para auxiliar tanto na construção muscular quanto na perda de gordura. No entanto, tenha em mente que a quantidade de gorduras trans saudáveis na carne e produtos lácteos de ruminantes é bastante reduzida por métodos de produção em massa da agricultura e por conta da dieta a base de soja e grãos dada a esses animais. Carne e leite de animais alimentados com pasto e livres de confinamento sempre têm quantidades muito mais elevadas dessas gorduras benéficas.

Uma das gorduras trans naturais de que você pode ter ouvido falar é chamada de ácido linoléico conjugado (CLA) e tem sido comercializada por muitas empresas de produtos para a perda de peso. Tenha em mente que estas pílulas de CLA são feitas pelo homem e podem não ser a melhor maneira de obter o CLA na sua dieta.

Elas são feitas artificialmente a partir de óleos vegetais processados de forma semelhante à hidrogenação, o que não é nada natural como ocorre nos animais ruminantes. Mais uma vez, nada que é feito pelo homem se compara aos benefícios de fontes naturais.

Aqui está um grande site que eu encontrei para pedir toda a minha carne saudável vinda de animais alimentados com pasto e criados ao ar livre. O serviço é impecável e eles entregam em sua porta em uma embalagem selada e refrigerada. Vale a pena saber que você e sua família estão realmente comendo uma carne que é boa para você, em vez da carne de baixa qualidade normalmente encontrada nos supermercados.

Agora que todos os rótulos devem conter os gramas de gordura trans, tenha em mente que se a quantidade de gordura trans for citada em um produto de carne ou leite, é bem provável que sejam as boas gorduras trans naturais, essas que discutimos aqui. (Eu só recomendo carne ou produtos lácteos vindos de animais alimentados com pasto). Caso contrário, se a quantidade de gordura trans for listada nos alimentos processados, o mais provável é que seja a porcaria insalubre e perigosa vinda dos óleos artificialmente hidrogenados, portanto, fique longe!

Mais uma nota importante sobre os rótulos dos alimentos e listas de gordura trans…

Lembre-se que os fabricantes de alimentos estão autorizados a rotular o alimento como “livre de gordura trans” se uma porção tiver menos de 0,5 gramas de gordura trans. Assim, você pode ver alguns produtos com óleos hidrogenados como um dos seus principais ingredientes, mas se eles conseguirem deixar uma dose pequena o suficiente para que ela tenha menos de 0,5 gramas de gordura trans por porção, vão poder rotulá-la como livre de gordura trans! É apenas mais um exemplo de como burlar o sistema!

Veja Também:  6 Shakes Pré e Pós-Treino Para Ganho Muscular

Fontes e Referências:

Por Mike Geary, Personal Trainer Certificado e Especialista em Nutrição
Autor dos Best Sellers: A Verdade Sobre a Barriga Perfeita & Cozinha Queima Gordura

Summary
Review Date
Reviewed Item
Gordura Trans
Author Rating
51star1star1star1star1star

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!