9 Motivos Para Você Evitar a Comida Enlatada

9 Motivos Para Você Evitar a Comida Enlatada: Será que a comida enlatada e a água engarrafada aumentam a sua gordura abdominal através de produtos químicos escondidos?

Você deve ter começado a ouvir as notícias sobre alguns dos produtos químicos ocultos que podem estar em seus alimentos enlatados e garrafas de água e outras bebidas. Alguns deles são conhecidos como xenoestrógenos, que têm potencial para causar problemas de saúde graves ao longo do tempo, bem como aumentar a gordura abdominal através do efeito estrogênico.

Hoje, eu quero compartilhar com vocês alguns detalhes importantes sobre um dos mais problemáticos produtos químicos a que você está sendo exposto, especificamente através de alimentos enlatados e de bebidas engarrafadas, etc…

É chamado de Bisfenol A (BPA).

O BPA pode ser encontrado como um componente de alguns tipos de garrafas de plástico, e também no revestimento interior de alimentos enlatados.

Desde que o BPA é conhecido como um “xenoestrógeno”, ele tem sido associado a estudos com animais (em doses surpreendentemente pequenas) para todos os tipos e variedades de problemas de saúde como câncer, doenças metabólicas, doenças do coração, diabetes, problemas de fertilidade e defeitos de nascimento ou de abortos. E, claro, todos os xenoestrógenos em quantidades suficientes podem acionar o seu corpo para segurar a gordura abdominal (aka- a teimosa gordura abdominal).

Os grandes criminosos podem ser encontrados ao olharmos para as garrafas de policarbonato (alguns plásticos com o símbolo # 7 no fundo são de policarbonato, mas não todos) e também os alimentos enlatados, já que o revestimento da maioria dos alimentos enlatados contém BPA, que pode contaminar a comida. O tempo que uma lata de comida fica em uma prateleira e quanto maior a temperatura dela, mais BPA pode contaminar a sua alimentação. O mesmo pode ser dito para garrafas de policarbonato que contenham alimentos ou bebidas.

De acordo com o Environmental WorkingGroup (EWG), o BPA foi detectado nos corpos de 95% dos norte-americanos em um estudo do CDC (este é um problema mundial, não se limita apenas para os EUA). Isso não é algo para ser ignorado, olhe para esta descoberta assustadora…

O Environmental Working Group relata: “a análise dos nossos testes revela que uma de cada cinco latas e um terço de todos os vegetais e massas (ravioli e macarrão com molho de tomate), se consumidas uma única porção, iriam expor uma mulher grávida ao BPA a níveis altos. Esta quantidade da substância se enquadra dentro de um fator 5 de doses associadas a defeitos congênitos – danos permanentes de desenvolvimento de órgãos reprodutivos masculinos”.

Se isso não chamou a sua atenção, e quanto a isso:

“Um estudo do EWG demonstra que as doses baixas de BPA estimulam a formação e o crescimento de células de gordura, os dois fatores que conduzem à obesidade nos seres humanos (Masumo et al. 2002).”

Isto não é surpreendente, pois, como mencionei no início deste artigo, o BPA é um xenoestrogeno conhecido, e qualquer xenoestrógeno pode contribuir para o que tem sido chamado de “teimosa gordura abdominal”, bem como câncer e outros problemas de saúde.

Também é importante observar que quaisquer produtos de tomate em lata (ravioli enlatados, massas, pastas de tomate enlatados, molhos de tomate, etc.) são alguns dos maiores criminosos de maiores concentrações de BPA, devido à natureza ácida dos tomates, que rouba mais do BPA.

Então, quais os passos que você pode tomar para minimizar sua exposição ao BPA e seus efeitos negativos sobre a gordura corporal e outros riscos à saúde?

9 Dicas para Minimizar sua Exposição a esses tóxicos prejudiciais

1. Tente sempre evitar alimentos enlatados, tanto quanto possível e escolher alimentos frescos ou congelados em seu lugar. Compre os ingredientes e prepare a sua refeição à moda antiga, em vez de recorrer a alimentos enlatados. Além disso, uma melhor alternativa para alimentos enlatados são os produtos em recipientes de vidro.

2. Se você recorrer ao uso de alimentos enlatados em vez de alimentos frescos, tente encontrar rótulos que dizem que as latas são livres de BPA.

3. Se você precisa de produtos de tomate, sempre evite variedades enlatadas e procure por molhos de tomate, pastas, etc., em garrafas de vidro (a menos que os rótulos afirmem especificamente que é livre de BPA). Ou apenas faça os seus próprios pratos de tomate a partir do zero, com tomates frescos.

4 . Se você usar o filme plástico, sacos ziplock plásticos, recipientes de plástico para armazenamento de alimentos, etc., tente investigar no rótulo se o produto é ou não livre de BPA. Algumas marcas de embalagem têm no rótulo que os seus produtos são livres de BPA.

5 . Se você por algum motivo optar por usar um microondas com a comida (que por sinal, a comida no microondas é pensada para ter efeitos negativos na saúde), não coloque a comida em recipientes de plástico no micro-ondas, uma vez que pode aumentar a lixiviação de produtos químicos, incluindo BPA.

6. Se você beber água engarrafada ou água de garrafas de plástico reutilizáveis, certifique-se de que não é uma garrafa de policarbonato, ou certifique-se de que a etiqueta diz livre de BPA. Plástico que mostra #7 na parte inferior, por vezes, contém BPA, mas não sempre. Se uma garrafa mostra” PC ” no fundo quer dizer que é feito de policarbonato, assim, contém também BPA. Além disso, às vezes as garrafas de alumínio contêm um forro que tem BPA, logo, evite estes produtos.

7. Evite latas de refrigerante, a análise de estados EWG mostrou que 42% das latas de refrigerante continham BPA. Claro que, se você se preocupa com sua saúde e seu corpo, eu tenho certeza que nunca vai beber refrigerantes de qualquer maneira – é puro mal para o seu corpo. E sim, isso inclui os refrigerantes diets também, com os seus adoçantes artificiais perigosos.

8 . Nunca utilize copos de plástico para líquidos quentes, como chá ou café quente, pois isso pode acelerar a lixiviação de BPA e outros produtos químicos, dependendo do tipo de plástico.

9. Tanto quanto você puder, tente evitar o BPA e outros xenoestrógenos, você provavelmente irá ainda ser exposto a alguns níveis de xenoestrógeno de vários produtos químicos em seus alimentos (a partir de resíduos de pesticidas/ herbicidas, produtos químicos de embalagens, etc.), produtos químicos em seu abastecimento de água, produtos químicos de cosméticos, loções, etc..

No entanto, você pode ajudar a se proteger e neutralizar essas substâncias químicas nocivas com xenoestrogeno em seu corpo com certos poderosos fitonutrientes presentes em alimentos como a cebola, o alho, a camomila, os chás verdes e os legumes. Desta maneira, leia este artigo para ver como três vegetais específicos podem te ajudar a combater a gordura abdominal por contrariar os xenoestrógenos.

Se você mantiver a maioria dessas orientações, você pode ajudar a proteger você e a sua família dos perigos para a saúde do Bisfenol-A (BPA). E você também pode ajudar a se proteger contra a questão da “teimosa gordura abdominal”, que pode ser causada pelo efeito xenoestrógeno e da exposição ao BPA também, o que eu tenho certeza que você prefere evitar!

Por favor, compartilhe este artigo com seus amigos e familiares para ajudá-los a proteger a sua saúde da exposição ao BPA.

Fontes e Referências:

Perder a Barriga

Por Mike Geary, Personal Trainer Certificado e Especialista em Nutrição
Autor dos Best Sellers: A Verdade Sobre a Barriga Perfeita & Cozinha Queima Gordura

Baixe Gratuitamente um E-book com 47 dicas de como Perder e Trincar o seu Abdômen em 47 dias! Clique em BAIXAR EBOOK!

Baixar Ebook
100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!